Loading...

segunda-feira, 21 de junho de 2010

UMA PROVA DE AMOR.

A morte de Cristo é a prova incontestável do amor eterno de Deus pela sua vida. Não há mais sacrifícios a serem feitos, pois, Jesus já o fez em seu lugar. Deus quer comunhão, adoração e temor. Uma das maiores prova de amor foi realizada a mais de dois mil anos e mesmo assim sua lembrança permanece viva até hoje. Aceite esse amor em sua vida, creia em Cristo como seu Salvador. “Com amor eterno eu te amei; por isso, com benignidade te atraí” (Jer. 31:3).
A humanidade necessitava de um salvador, um ser, capaz de carregar o peso do pecado, capaz de vencer a morte, capaz de tomar posse da chave do inferno. De acordo com a palavra de Deus: “verdadeiramente Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.” (ISAÍAS 53:4). Jesus venceu a morte ressuscitando ao terceiro dia para que hoje você tivesse vida e vida em abundância. Isso só poderia se cumprir com o derramamento do sangue do cordeiro de Deus, que se fez homem para que todos os pecados fossem colocados sobre si. Deus pagou com seu próprio sangue o direito de ter você ao Seu lado na eternidade, sendo misericordioso e ainda permitiu a livre escolha.

Quando você achar difícil amar, lembre-se sempre que nós não tenhamos amado a Deus, mas em que Ele nos amou a nós, e enviou o seu Filho para propiciação pelos nossos pecados (I João 4:10). Só Ele foi capaz de sofrer e morrer em uma cruz por amor a você.

Naquela época, uma das mais humilhantes mortes era a morte de cruz, destinada aos assassinos e ladrões. Porque Jesus foi crucificado? Sem ser um assassino, Jesus veio ao mundo para trazer vida a todos que Nele crer, segundo a palavra de Deus nos concede: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Jesus veio pregar misericórdia aos pobres, seu interesse não era em bens materiais, Jesus mesmo disse: “Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam” (Mateus 6:19).
Então o porquê sua crucificação? Qual motivo de tal injustiça?
UMA PROVA DE AMOR.

Na busca da felicidade imperiosa, a humanidade infelizmente regressa como individualista e egoísta, no qual perde o principal valor e sentido da palavra amor. Recordo-me de um sermão apresentado na Primeira Igreja Batista em Itapoã, quando fui surpreendido pela seguinte indagação: “Você busca um esposo (a) para ser feliz?” Diversas pessoas responderam com um movimento positivo para tal questão, mas para surpresa, o pastor mencionou a todos aqueles que responderam sim, estavam completamente errados e deveriam rever seus conceitos referentes à palavra amor.

Para o pastor, o sentido do verbo amar não é fazer a própria pessoa feliz, mas é buscar primeiramente a felicidade de seu companheiro (a), filho (a), pai, mãe e etc. Baseando-se nessa explicação simples e lógica, posso me recordar de alguém que realizou e tomou sobre si todo o sentido da palavra amor, chamada Jesus Cristo. O amor é o fruto do Espírito como explica em Gálatas 5:22.
Sérgio Valle Júnior e adaptado por Peggy Maressa

Nenhum comentário:

Postar um comentário